IVM CIDADE EM MOVIMENTO
A mobilidade é um tema social, não só uma questão de transporte. Para inovar, devemos observar a sociedade em seu conjunto. Instituto Cidade em Movimento (IVM): pesquisas e ações internacionais, soluções inovadoras, conhecimento compartilhado.

Passagens

Conheça os especialistas que participam do workshop internacional do Passagens

Nesta próxima e última etapa do concurso Passagens Jardim Ângela, as seis equipes finalistas participam de um workshop presencial com membros de associações locais, especialistas do IVM Internacional e tutores do Brasil e outros países. Carles Llop (Espanha), Natalia Castaño Cardenas (Colômbia), Pascal Amphoux (França) e os arquitetos e urbanistas brasileiros André Graziano, Taícia Marques e Joelma Alves Pinheiro realizarão palestras e tutorias para auxiliar as equipes no detalhamento do projeto final.  Conheça abaixo um pouco mais sobre cada um deles.

O workshop acontece entre os dias 5 e 10 de junho e a agenda completa você confere aqui.


Carles Llop (Espanha)

 

Doutor em Arquitetura e Urbanismo, chefe do Departamento de Planejamento Urbano e Regional da Universidade Politécnica da Catalunha. Carles também é membro do grupo de arquitetos Jornet-Llop-Pastor. Foi vencedor do Prêmio Nacional de Planejamento do Ministério da Habitação da Espanha, em 2010 e, no ano seguinte, ganhou o Prêmio Europeu de Desenvolvimento Urbano. É também premiado na 11ª Bienal de Arquitetura da Espanha.

 

 

Natalia Castaño Cardenas (Colômbia)

Arquiteta formada pela Universidade Nacional da Colômbia e Mestre em Paisagem, Ambiente e Cidade pela Universidade Nacional de La Plata, Argentina. Natalia trabalhou na Companhia de Desenvolvimento Urbano de 2004 a 2007, na concepção de projetos para o espaço público e no desenvolvimento de projetos urbanos e estratégicos para a cidade de Medellín. Atuou como consultora em agências de cooperação internacional, universidades e ONGs no Equador, Peru e Argentina.

Incorporou em 2011 o Centro de Estudos Ambientais e Urbanos da Universidade EAFIT, onde participou do desenvolvimento de projetos como o Plano Diretor BIO 2030, para o Vale do Aburrá, como coordenadora acadêmica e professora do curso de mestrado em Processos Urbanos e Ambientais, bem como no desenvolvimento de projetos de pesquisa. Conheça mais o seu trabalho acessando este link.  


Pascal Amphoux (França)

Arquiteto e urbanista, professor na École Nationale Supérieure d’Architecture de Nantes. Participou de inúmeros projetos ambientais e de arquitetura e urbanismo (Escritório CONTREPOINT, projetos urbanos de Lausanne). Pascal é pesquisador no Centro de Pesquisa sobre o Espaço Sonoro e Meio Urbano (CRESSON, Escola de Arquitetura de Grenoble, unidade de pesquisa UMR CNRS). É membro do conselho científico do IVM em Paris, especialista prestador de serviços para instituições suíças, francesas e europeias. Autor de livros e publicações científicas sobre o meio urbano sonoro,  especificamente sobre as relações entre a prática do projeto, a estética paisagística e os métodos de ciências sociais.

 

André Graziano (Brasil)

Arquiteto e Urbanista, formado pela FAU-USP, com mestrado em Paisagem e Ambiente também pela FAU-USP e doutorado pela Faculdade de Educação da UNICAMP com o projeto “Patrimônio Cultural Rural Paulista” (IFCH-UNICAMP). Foi Conselheiro titular do Conselho Estadual de Meio Ambiente (2013/2016), é Conselheiro Titular do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo (2015/2017), membro do Conselho Deliberativo da Associação Paulista Viva (2017/2019) e Diretor de Sustentabilidade da Pedra Verde Saneamento Ambiental e Obras. Tem atuação paisagística tanto em esfera pública, pela Prefeitura de Campinas (2003-2004) e pela Prefeitura de São Paulo (2005-2010), como na esfera privada pela Licuri Paisagismo.


Taícia Marques (Brasil)
Arquiteta e urbanista pela PUC Campinas,  mestre em Arquitetura da Paisagem e Planejamento pela Universidade de Wageningen (Holanda). Desde 2013, colabora como pesquisadora no Labverde – Departamento Paisagem e Ambiente da FAU – USP, onde desenvolve seu doutorado focado no estudo dos múltiplos benefícios das Infraestruturas Verdes-Azuis no meio urbano. Sócia- fundadora da vaziopleno – arquitetura da paisagem, urbanismo e planejamento. Tem experiência no desenvolvimento de projetos e pesquisas relacionados ao desenho urbano e de paisagem multifuncional – no Brasil, Holanda e Alemanha – com enfoque sustentável através da visão de paisagem como infraestrutura e fechamento de ciclos (água, energia e materiais).

 

Joelma Alves Pinheiro (Brasil)

 

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Anhembi Morumbi (2008). Especialista em Engenharia de Segurança  do  Trabalho (2009)  e Engenharia de Avaliações e Perícias (2011)  pela Universidade Nove de Julho.  Atua há quatro anos na Prefeitura de São Paulo, com experiência em  aprovação de projetos e acompanhamento de obras. Atualmente ocupa o cargo de Supervisora de Uso do Solo e Licenciamento da Prefeitura Regional de M`Boi Mirim.

 

 

 

Pular para a barra de ferramentas