IVM destaca a importância do deslocamento a pé na Virada da Mobilidade 2017

Em 21 de Setembro de 2017, o IVM Brasil integrou a mesa de debate “A Mobilidade da cidade do futuro e o pedestre”. A atividade fez parte da programação da Virada da Mobilidade 2017, que na sua 5ª edição abordou os desafios da mobilidade urbana, soluções, alternativas e projetos disponíveis, colaboração da iniciativa privada, participação do poder público e debate com ações e propostas para 2018.

Os debates buscaram abordar a questão da mobilidade urbana de forma a abranger suas interfaces econômica, ambiental e social, na tentativa de responder ao questionamento “como se preparar para o futuro das cidades?”.

O desenvolvimento da tecnologia e a escassez de recursos naturais foram levantados pelos palestrantes como fatores da mudança de paradigma do ideal de propriedade (da casa, do veículo, de bens materiais) para o ideal do acesso pelo compartilhamento. Durante o debate, foi destacada a importância do reconhecimento e estudo das tendências contemporâneas em mobilidade, cultura e engajamento para não apenas compreender perspectivas futuras, mas construí-las.

Acima: Mesa Redonda – A Mobilidade da cidade do futuro e o pedestre

O IVM – Cidade em Movimento pautou a perspectiva do pedestre e ressaltou o valor dos deslocamentos a pé para cidades mais acessíveis, inclusivas e democráticas.

No dia 22 de Setembro, dia mundial sem carro, foi realizado o Desafio Multimodal que tem por objetivo testar a multimodalidade da cidade. Todos os participantes tiveram que incluir ao menos três modais no seu trajeto até a Rua Joel Carlos Borges, experimentando a cidade sob uma perspectiva diferente da utilizada em seu dia a dia.

Acima: Desafio Multimodal 2017