IVM CIDADE EM MOVIMENTO
A mobilidade é um tema social, não só uma questão de transporte. Para inovar, devemos observar a sociedade em seu conjunto. Instituto Cidade em Movimento (IVM): pesquisas e ações internacionais, soluções inovadoras, conhecimento compartilhado.

Fábrica do Movimento

Experimento com taxistas britânicos mostra dinâmica de ativação cerebral no trânsito

Estudo realizado pelos neurocientistas ingleses Hugo Spiers e Eleanor Maguire, do Instituto de Neurologia do University College Of London, indicou que os taxistas desenvolvem mais do que o normal o hipocampo, uma área do cérebro ligada à orientação espacial e à memória.

Durante quatro anos, os pesquisadores utilizaram equipamentos de ressonância magnética para documentar o funcionamento do cérebro de 79 motoristas e candidatos a motorista de praça.

De acordo com o estudo, no começo, todos os participantes não apresentaram diferenças tanto em relação à estrutura cerebral quanto à memória. Porém, ao longo do tempo de estudo, os pesquisadores identificaram o aumento de massa cinzenta na parte posterior do hipocampo dos candidatos que se tornaram taxistas. Não foram observadas mudanças no cérebro dos candidatos que não passaram nos testes, nem no grupo controle, formado por não taxistas.

Com o estudo, os cientistas concluíram que os taxistas de Londres têm a estrutura cerebral alterada por causa do treinamento intensivo para obter a licença de trabalho. Os profissionais apresentam mais massa cinzenta na parte posterior do hipocampo e menos na frente do hipocampo, em comparação com as outras pessoas.

Vale ressaltar que a capital inglesa tem uma das maiores frotas de táxis do mundo e por lá para se obter licença para conduzir táxis é preciso passar por uma série de provas e decorar mais de 25 mil ruas. O processo de aprendizado geralmente leva de três a quatro anos, culminando em provas que geralmente apenas a metade dos candidatos é aprovada.

Pular para a barra de ferramentas