IVM CIDADE EM MOVIMENTO
A mobilidade é um tema social, não só uma questão de transporte. Para inovar, devemos observar a sociedade em seu conjunto. Instituto Cidade em Movimento (IVM): pesquisas e ações internacionais, soluções inovadoras, conhecimento compartilhado.

Passagens

Conheça todos os tutores que participam do workshop internacional do Passagens

Nesta próxima e última etapa do concurso Passagens Jardim Ângela, as seis equipes finalistas participam de um workshop presencial com membros de associações locais, especialistas do IVM Internacional e tutores do Brasil e outros países. Participam do workshop Mireille Apel-Muller (diretora do IVM Internacional), Carles Llop (Espanha), Natalia Castaño Cardenas (Colômbia), Pascal Amphoux (França); os arquitetos e urbanistas brasileiros André Graziano, Taícia Marques e Joelma Alves Pinheiro; além dos representantes da Secretaria Municipal de Obras e Serviços da Prefeitura de São Paulo, Pedro Luiz de Castro Algodoal e Rosangela Verissimo da Costa Sartorelli. Eles realizarão palestras, acompanharão os grupos de trabalho e auxiliarão as equipes no detalhamento do projeto final.


Mireille Apel-Muller (Paris/França)
Formada em Literatura, Artes e Sociologia, desenvolveu atividades profissionais na imprensa, no teatro e na edição especializada. Membro fundador do concurso europeu Europan desde 1988. Diretora do IVM desde 2000, participa dos projetos inovadores do instituto sobre a mobilidade urbana. Organizou a criação das sedes do IVM na China, no Brasil e na Argentina. Coordenou eventos científicos interdisciplinares (arquitetura, urbanismo, sociologia, economia, arte e outros) na Europa e outros continentes, em particular na China e na América Latina. Também dirigiu várias publicações do Instituto e exposições internacionais, tais como “A rua é nossa!”, em 2012, e “Passagens, espaços de transição da cidade do século XXI”, em 2016.


Carles Llop (Barcelona/Espanha)

 

Doutor em Arquitetura e Urbanismo, chefe do Departamento de Planejamento Urbano e Regional da Universidade Politécnica da Catalunha. Carles também é membro do grupo de arquitetos Jornet-Llop-Pastor. Foi vencedor do Prêmio Nacional de Planejamento do Ministério da Habitação da Espanha, em 2010 e, no ano seguinte, ganhou o Prêmio Europeu de Desenvolvimento Urbano. É também premiado na 11ª Bienal de Arquitetura da Espanha.

 

 

Natalia Castaño Cardenas (Medellin/Colômbia)
Arquiteta formada pela Universidade Nacional da Colômbia e Mestre em Paisagem, Ambiente e Cidade pela Universidade Nacional de La Plata, Argentina. Natalia trabalhou na Companhia de Desenvolvimento Urbano de 2004 a 2007, na concepção de projetos para o espaço público e no desenvolvimento de projetos urbanos e estratégicos para a cidade de Medellín. Atuou como consultora em agências de cooperação internacional, universidades e ONGs no Equador, Peru e Argentina. Incorporou em 2011 o Centro de Estudos Ambientais e Urbanos da Universidade EAFIT, onde participou do desenvolvimento de projetos como o Plano Diretor BIO 2030, para o Vale do Aburrá, como coordenadora acadêmica e professora do curso de mestrado em Processos Urbanos e Ambientais, bem como no desenvolvimento de projetos de pesquisa. 


Pascal Amphoux (Nantes/França)
Arquiteto e urbanista, professor na École Nationale Supérieure d’Architecture de Nantes. Participou de inúmeros projetos ambientais e de arquitetura e urbanismo (Escritório CONTREPOINT, projetos urbanos de Lausanne). Pascal é pesquisador no Centro de Pesquisa sobre o Espaço Sonoro e Meio Urbano (CRESSON, Escola de Arquitetura de Grenoble, unidade de pesquisa UMR CNRS). É membro do conselho científico do IVM em Paris, especialista prestador de serviços para instituições suíças, francesas e europeias. Autor de livros e publicações científicas sobre o meio urbano sonoro,  especificamente sobre as relações entre a prática do projeto, a estética paisagística e os métodos de ciências sociais.

 

Pedro Luiz de Castro Algodoal (SMSO – São Paulo/SP)
Engenheiro Civil efetivo, na Prefeitura Municipal de São Paulo, onde trabalha desde 1983. Atuou como gerente de projetos, diretor de projetos de drenagem e superintendente de projetos viários em atividades ligadas a projetos de drenagem urbana e de sistema viário, plano diretor de drenagem, orçamentos, sistema de alerta e planejamento. Em 2016, ocupou o cargo de diretor de projetos na SP Obras. Representante da SIURB no CADES – Conselho de Meio Ambiente; no Plano Diretor de Macrodrenagem da Bacia do Alto Tietê (DAEE);  na Câmara Técnica do Alto Tietê e no Conselho Gestor PMSP/SABESP. Atualmente, atua na Assessoria do Gabinete do Secretário, na Secretaria Municipal de Serviços e Obras (SMSO).

 

Rosangela Verissimo da Costa Sartorelli (SMSO – São Paulo/SP)
Arquiteta e urbanista, trabalha desde 1983 na Prefeitura de São Paulo. Durante 11 anos atuou no Gabinete da Superintendência de Projetos Viários. Desde 1995,  trabalha na análise de processos e pareceres técnicos referentes ao sistema viário da cidade. Na Divisão de Projetos de Vias é responsável pelo gerenciamento de contratos, estudos e elaboração de propostas viárias, estudos urbanísticos,  elaboração e revisão de leis, melhoramentos viários, participação em Conselhos Gestores e Câmaras Técnicas. É representante da SIURB em diferentes GTs, tais como: Operação Urbana Consorciada Faria Lima, Operação Urbana Água Branca, Operação Urbana Centro, Programas Cicloviários, Programas de Mobilidade Urbana, CADES (Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável), CAEZ (Comissão para Análise das Excepcionalidades na Zona Máxima de Restrição de Circulação – Secretaria Municipal de Transportes), Revisão da lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo (LPUOS) e elaboração do Plano Diretor Estratégico (2002 e 2014).

 

André Graziano (Brasil)

Arquiteto e Urbanista, formado pela FAU-USP, com mestrado em Paisagem e Ambiente também pela FAU-USP e doutorado pela Faculdade de Educação da UNICAMP com o projeto “Patrimônio Cultural Rural Paulista” (IFCH-UNICAMP). Foi Conselheiro titular do Conselho Estadual de Meio Ambiente (2013/2016), é Conselheiro Titular do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo (2015/2017), membro do Conselho Deliberativo da Associação Paulista Viva (2017/2019) e Diretor de Sustentabilidade da Pedra Verde Saneamento Ambiental e Obras. Tem atuação paisagística tanto em esfera pública, pela Prefeitura de Campinas (2003-2004) e pela Prefeitura de São Paulo (2005-2010), como na esfera privada pela Licuri Paisagismo.

 

Taícia Marques (Brasil)
Arquiteta e urbanista pela PUC Campinas,  mestre em Arquitetura da Paisagem e Planejamento pela Universidade de Wageningen (Holanda). Desde 2013, colabora como pesquisadora no Labverde – Departamento Paisagem e Ambiente da FAU – USP, onde desenvolve seu doutorado focado no estudo dos múltiplos benefícios das Infraestruturas Verdes-Azuis no meio urbano. Sócia- fundadora da vaziopleno – arquitetura da paisagem, urbanismo e planejamento. Tem experiência no desenvolvimento de projetos e pesquisas relacionados ao desenho urbano e de paisagem multifuncional – no Brasil, Holanda e Alemanha – com enfoque sustentável através da visão de paisagem como infraestrutura e fechamento de ciclos (água, energia e materiais).

 

Joelma Alves Pinheiro (Brasil)

 

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Anhembi Morumbi (2008). Especialista em Engenharia de Segurança  do  Trabalho (2009)  e Engenharia de Avaliações e Perícias (2011)  pela Universidade Nove de Julho.  Atua há quatro anos na Prefeitura de São Paulo, com experiência em  aprovação de projetos e acompanhamento de obras. Atualmente ocupa o cargo de Supervisora de Uso do Solo e Licenciamento da Prefeitura Regional de M`Boi Mirim.

Pular para a barra de ferramentas