IVM CIDADE EM MOVIMENTO
A mobilidade é um tema social, não só uma questão de transporte. Para inovar, devemos observar a sociedade em seu conjunto. Instituto Cidade em Movimento (IVM): pesquisas e ações internacionais, soluções inovadoras, conhecimento compartilhado.

Passagens

Concurso de curtas-metragens enfoca passagens da África

argélia

Escadaria da Peixaria e Boulevar de la Répúblique, em Argel, capital da Argélia

“Filmando as Passagens das Cidades Africanas” é o tema do concurso de curtas-metragens lançado no último dia 30 de janeiro pelo Instituto Cidade em Movimento (IVM) e o grupo Kaïna Cinéma, com sede em Paris.

O concurso destina-se a estudantes de cinema e cineastas autodidatas residentes na África, com até 35 anos. O prazo de inscrição dos projetos vai até 15 de abril (ver calendário abaixo).

É mais uma iniciativa do programa internacional “Passagens, Espaços de Transição Para a Cidade do Século XXI”, promovido pelo IVM.

O Kaïna foi fundado em 2003 na França por um grupo de profissionais de cinema (atores, diretores e técnicos) com o objetivo de apoiar a difusão de cineclubes na Argélia e o treinamento de novos cineastas.

Podem ser objeto dos filmes quaisquer passagens de cidades africanas que, a critério do realizador, tenham algum particular valor urbanístico, histórico ou arquitetônico – pontes, viadutos, passarelas, escadarias, túneis, etc.

Os projetos selecionados na primeira fase (dois a três por país) serão produzidos necessariamente numa das oficinas de criação cinematográfica que colaboram com o concurso, em parceria com o IVM, em oito países africanos.

Essas oficinas darão a estrutura material e o suporte profissional aos candidatos para a realização de seu projetos.

São elas: Béjaia Doc (Argélia), Merveilles Production (Benim), Les Films de Djabadjah (Burkina  Faso), Premiers Films  Production  (Mali),  Fidadoc  (Marrocos),  16mm  Filmes  (Moçambique), Suñuy Film (Senegal) e La Caravane Documentaire (Tunisia).

Os filmes devem ficar prontos até o final deste ano. As primeiras exibições públicas e a escolha final dos jurados serão no começo de 2016.

Os curtas-metragens devem ter de cinco a dez minutos, em qualquer gênero: documentário, ficção, animação ou cinema experimental.

Os concorrentes devem necessariamente residir no país da passagem que escolheram filmar. Devem também comprometer-se a participar de todas as etapas do trabalho nas oficinas de produção dos filmes.

Os filmes selecionados comporão uma coleção que será divulgada durante uma conferência internacional do projeto “Passagens”, do IVM.

Os direitos dos filmes serão divididos entre seus autores, o IVM, a Kaïna Cinéma e as respectivas oficinas de produção das obras.

O concurso tem também o apoio da AFAC (Fundo Árabe para Artes e Cultura) e do Serviço Cultural da Embaixada da França na Argélia.

 

Calendário:

-30/01/2015: abertura do concurso de curtas-metragens “Filmer les Passages dans les Villes Africaines”.

-15/04/2015, à meia-noite (horário de Paris): prazo final para recebimento das propostas dos candidatos.

-Fim de abril de 2015: anúncio dos projetos selecionados por um júri internacional (dois a três por país).

-Maio a novembro de 2015: produção dos filmes nas oficinas de cinema parceiras do projeto.

-Início de 2016: Escolha final dos jurados e primeiras exibições públicas dos filmes selecionados.

-2016-2017: difusão dos filmes.

 

 

 

 

Pular para a barra de ferramentas