“Como Viver em SP Sem Carro” traz pesquisa sobre estresse no trânsito

A terceira edição do livro “Como Viver em São Paulo sem Carro”, publicado pela editora Santa Clara Ideias, já está disponível nas livrarias (R$ 30).

Com histórias de pessoas que deixaram o carro em casa, o guia “Como Viver em SP Sem Carro” chega a sua terceira edição. O livro foi lançado ontem (11) e já está disponível nas livrarias por R$ 30.

Idealizada pelo empresário Alexandre Lafer Frankel e escrito pelo jornalista Leão Serva, a terceira edição, assim como nas anteriores, o guia traz o depoimento de 15 personalidades que deixaram de utilizar o veículo individual motorizado para se locomover diariamente na capital paulista.

viver_sp_sem_carro_divulgacacao

Intitulados “heróis da mobilidade” o relato dos personagens tem como objetivo mostrar que é possível viver em uma metrópole sem utilizar o automóvel, ou diminuir significativamente o uso dele.

Contam suas histórias nessa edição os jornalistas Fabíola Cidral e Alberto Villas, o chef Carlos Bertolazzi, a empresária Cláudia Franco, a atriz Fernanda D´Umbra, William Cruz, do Vá de Bike, entre outros.

“As pessoas têm percebido que ter carro nos dias de hoje gera um custo alto no orçamento mensal, são altamente prejudiciais para o meio ambiente, e também contribuem para um alto índice de estresse, que pode resultar em diversas enfermidades”, diz Frankel.

A edição de 2014 do guia traz ainda uma pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe). O trabalho mostra que 80% dos moradores da capital paulista acreditam que o trânsito é a principal ou umas das principais causas de estresse na atualidade.

“Segundo a pesquisa, Ipespe, aqueles que abandonaram o carro utilizam mais metrô (42%) do que ônibus (35%), sendo que 8% se beneficiam com os dois tipos transportes”, explica Leão Serva.