IVM CIDADE EM MOVIMENTO
A mobilidade é um tema social, não só uma questão de transporte. Para inovar, devemos observar a sociedade em seu conjunto. Instituto Cidade em Movimento (IVM): pesquisas e ações internacionais, soluções inovadoras, conhecimento compartilhado.

Eventos mobilidade

Andrés Borthagaray fala do espaço público mais democrático e dos riscos da cultura de autopista nas cidades latinas

Em visita à São Paulo para as comemorações dos 100 anos da FAU Mackenzie, Andrés Borthagaray, diretor-executivo do IVM América Latina, realizou palestra para alunos e professores dos cursos de pós-graduação da FAU Mackenzie e Sociologia da PUC-SP. A atividade faz parte do programa acadêmico internacional que integra os dois cursos e as duas faculdades.

O arquiteto e urbanista falou sobre o desenvolvimento das cidades na América Latina sob a ótica da mobilidade urbana: destacou as diferentes formas de ocupação do território, morfológica e culturalmente, e como as políticas de mobilidade regentes impactam os contextos socioespaciais específicos dessas cidades.

O imaginário da cidade – Ao refletir sobre o modelo de cidade hegemônico na contemporaneidade, no qual as políticas de mobilidade urbana ainda atendem prioritariamente às demandas do automóvel, Andrés faz uma retrospectiva e analisa criticamente o imaginário da cidade moderna. O paradigma da segmentação das atividades humanas (habitação, trabalho e lazer) e as grande obras de infraestrutura rodoviária que, durante o século XX, definiram diretrizes do deslocamento na cidade, revelam suas consequentes mazelas no dias atuais.

Em meio a esse cenário, o IVM – Instituto Cidade em Movimento busca, por meio de pesquisas e ações, recuperar a dimensão humana nas cidades, o sentido do caminhar e a valorização do espaço mais democrático de todos: aquele para pessoas!

Nessa perspectiva, Andrés apresentou alguns dos programas de pesquisa desenvolvidos pelo IVM como a Fábrica do Movimento e o programa Passagens que tem como proposta comum investigar a importância dos deslocamentos a pé no contexto das cidades. Mencionou também o novo paradigma que se desenha em um futuro não tão distante: a mobilidade pós-fóssil e o advento do carro autônomo como resposta à insustentabilidade do modelo vigente.

O arquiteto encerrou a aula ressaltando que todas as pesquisas realizadas pelo IVM pretendem identificar o que há de mais inovador no campo da mobilidade urbana para que seja possível, às pessoas, antecipar e ensaiar cidades factíveis e mais humanas.

Sobre o programa acadêmico

A disciplina optativa Novas Estratégias de Projetos e Intervenção Urbana(FAU Mack)/ Urbanização no Brasil e América Latina nos séculos XX e XXI (Sociologia PUC-SP) tem como objetivo a análise e compreensão das questões urbanas da cidade contemporânea no Brasil e na América Latina, com ênfase nos seguintes temas: segregação socioespacial, habitação, mobilidade e meio ambiente. Compreendendo as novas estratégias de projeto e de intervenção para as cidades brasileiras no quadro da globalização e da emergência das cidades mundiais. Organização do território, processos socioespaciais, políticas urbanas, parcerias público-privadas, projetos de reabilitação urbana, de revalorização do patrimÔnio cultural, de urbanização em áreas de pobreza, de mobilidade urbana e de sustentabilidade ambiental.

Foto: Divulgação IVM

Foto: Divulgação IVM

 

 

Pular para a barra de ferramentas